Zara ensina…

Publicado em Categorias ComprinhasTags

A loja virtual da Zara, que não entrega no Brasil (snif, vamos nos abraçar e chorar, not), é um mar de inspirações. As combinações são reuniões de tendências fáceis e atuais, que podem ser aplicadas facilmente no dia-a-dia. É bem um tipo de imagem que carrega pegada ‘de moda’ sem cair na casa do exagero, algo que por muitas vezes fica cansativo demais nas páginas de street style. É claro que imagens diferentes, fora do padrão, são interessantes só que há momento e vontade para tudo. Fica aquela coisa: ‘Oh, é lindo mas o que eu faço com isso já que sou uma pessoa padrão?!’

O jogo de volumes é uma das características atualmente muito trabalhada. O look ou a roupa não precisa ser toda certinha, coladinha, para ficar interessante. A feminilidade e até mesmo a sensualidade está em explorar proporções inusitadas, até mesmo para ressaltar certos pontos interessantes do corpo. Então que junto a uma peça um pouco mais gordinha vale apostar em um tecido de volume inverso, equilibrando o peso visual. Com essa compensação não há o risco de ficar super grande ou larga por pouco.

A mistura de texturas é uma forte presença nas combinações com essas peças de frio. Olha que sei bem que por aqui estamos no quase verão, já fritando em sol escaldante, mas essas imagens podem ficar como referência sendo aplicadas na junção de outras texturas que aparecem por vezes em acessórios ou mesmo em tecidos um pouco menos encorpados. Uma das dificuldades que muito escuto é justamente essa de como combinar uma peça texturizada, mas não há regra ou receita… basta trabalhar naquele mesmo jogo de proporções antes relatado.

E por fim o contraste de peso que segue a mesma história do jogo de volumes, porém pensando em tecidos finos utilizados junto a tecidos grossos, sem necessariamente agregar volume em algum ponto. A época, agora, é bem do império dos contrastes mas não como uma imposição – pelo contrário. Vemos que as opções estão tão variadas, tão versáteis, que nada mais é claramente proibido. Olha que maravilha ser estimulado, pela própria moda, a explorar tudo o que se imaginar! Já foi aquele tempo onde as tendências eram limitadas e super direcionadas… na era dominada pela força do estilo pessoal o que vale é conseguir se expressar claramente com as roupas que você tem e ama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *