Viva como quiser

Publicado em Categorias Conversinha

 

Ignore rótulos e comportamentos padrões e experimente viver o que você é

soullife

Não é fácil ser uma pessoa tímida, quieta, contida. Ou crítica, curiosa e detalhista. O mundo te cobra gargalhadas, conversas altas, papos soltos e livres com desconhecidos, como se fosse obrigatório ser expansivo para ser legal – e só. Te criticam por ser calada, te caçoam por não se abrir em uma roda de (des)conhecidos e te julgam antipática por pouco – por não ver graça em piadas mal contadas, por não concordar com opiniões porcamente amarradas ou mesmo por assistir a movimentação de camarote, sem se envolver, pelo motivo que for.

Ah, acontece que algumas pessoas ainda não aprenderam a respeitar o que sai do padrão, o que não entra na dança massificada de comportamentos esperados. E, ser diferente, é o que se chama de esquisito. Porém, se ser esquisito é ser o que se é de fato, melhor ser julgado por tal a curtir um ritmo que não é seu. Se os efusivos por natureza são felizes assim, vale entender que os tímidos de fábrica não querem mudar sua origem, ou que os perfeccionistas querem tudo no seu devido lugar. Vale ouro o básico segredo da paz entre os desiguais e da tolerância que faz um mundo de diferenças um mundo bom de viver.

1 pensamento em “Viva como quiser”

  1. Ótimo post!’
    É fácil perceber os padrões e cobranças estéticas: “seja magra, tenha cabelos lisos”…

    Mas as sutilezas (nem sempre tão sutis) comportamentais são bem mais complicadas. Seja simpática, seja extrovertida, seja diverta, seja “boazinha” (no sentido de agradar e não incomodar aos outros, “aquele mocinha é tão boazinha”).

    Tímida e quieta que sou demorei para perceber minhas cobranças para ser mais solta e extrovertida… mesmo depois de tomar consciência que é só um padrão, ainda é difícil fugir e assumir meu jeito.

    Beijos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *