Tênis chunky: o que você precisa saber sobre a tendência

O melhor jeito de saber se uma tendência pegou, ou não, é dar uma voltinha no shopping e ver se você encontra, bastante, o item em questão. E o que a gente tem visto MUITO nas lojas são os tênis chunky. 

tendência do tênis chunky

Tênis chunky? O que é isso?

Chunky pode ser traduzido por robusto. Ou seja, são tênis bem pesadões, que também tem sido chamados de “tênis do papai”.

Isso porque o chunky é, bom, grandão – o que contraria, bastante, a ideia de que mulher tem que usar look delicado. Uma bobagem, concordo.

Regrinhas de moda limitantes já não valem mais nada. O que importa é a mistura de estilo com gosto pessoal.

tendência do tênis chunky
Tênis chunky é tendência que pegou, de vez

Por que ‘dad sneakers’? Lembra dos tênis do seu pai? Modelos grandões, desajeitados, cheios de elementos, pois então… é disso que estamos falando. 

O tênis chunky é feio?

Feio ou bonito são conceitos altamente relativos. Gosto pessoal não se discute – mesmo! Tudo depende da vivência de cada um.

Por isso não seria justo determinar, de maneira tão superficial, se o “tênis do papai” é, enfim, feio ou bonito.

“Seu passado te condena”

Lembram que não muito tempo atrás fez o maior sucesso o tênis com salto alto? Altamente questionável.

Mais recentemente, com os tênis (de maneira geral) ganhando força como tendência – olha o Adidas Stan Smith, foram muitos os que demonstraram desgosto. E está tudo bem.

Ninguém precisa gostar/comprar/usar TODA tendência.

tendência do tênis chunky
Inspire: jeitos de usar o tênis chunky

Como usar o “tênis do papai”?

É importante entender só uma coisa: o tênis chunky, por ser grandão, pode acabar pesando demais no visual. E chama atenção (visualmente) a um ponto baixo da silhueta.

Se isso te preocupa, saiba que o look precisa de uma forte linha vertical para ajudar a alongar a silhueta, como um todo.

Também vale jogar um elemento de destaque em ponto alto da silhueta! Isso pra que o ponto focal não fique nos pés.

Confira algumas dicas
  • Combine o chunky com um acessório de destaque em ponto alto (colar ou brincos);
  • Aposte em peças que tenham detalhe nas mangas, na gola – de novo a questão do ponto focal;
  • Estampas ou cor vibrante em ponto alto ajudam a equilibrar o peso visual;
  • Uma peça mais limpa na porção inferior, minimiza todo o peso na porção inferior.
tênis chunky
Jeitos de deixar o “tênis do papai” mais feminino

Pode ficar feminino?

Pode e até mesmo deve! Quem disse que look com tênis é masculino, ou fica sem charme? Não existe isso. Nem mesmo quando o tênis em questão é pesadão.

Até mesmo porque a feminilidade pode estar na essência da mulher. Nos trejeitos. Não, por regra, na roupa.

Mas, se você gostou do tênis chunky, e quer que o visual fique essencialmente feminino, combine com vestidos, saias, ou shorts encurtados. Capriche no decote, ou escolha peças que deixem um pouco de pele a mostra.

Não precisa apostar em todas essas dicas, de uma vez só. Use o bom senso, entre mostrar, e esconder.

Onde comprar?

Praticamente todas as marcas de calçados (nacionais) têm suas versões dos tênis pesadões. Arezzo lançou seu ZZ2044; Schutz, Via Uno, ou até mesmo Riachuelo e C&A – só pra citar alguns. Ou, então, você pode investir no modelo que trouxe toda a febre: um Balenciaga, por algo em torno de 5 mil legais #brincadeirinha.

Quer mais dicas? Confira o vídeo que preparei sobre o tênis chunky.

Para mais conteúdos como esse, se inscreva no canal do YouTube! Vídeos novos toda semana.

 

A mística no produto novo

Uma compra acertada mostra seu resultado na alegria do uso e na mística revelada, no corpo e na atitude, quando a peça é usada pela primeira vez. Sente-se uma confiança, um bem estar bem específico da novidade, algo impossível de ignorar. Aquele famoso: “tô incrível”. Talvez, por isso pensamos sempre em uma roupa nova para cada e toda ocasião especial. Mesmo já tendo tanta coisa guardada no armário.

Não sentir aquela empolgação ou ansiedade por usar algo novo aponta para um compra falha ou mal direcionada. É isso que gera esse desejo de postergar ao máximo a data inicial do uso. Pois será a lembrança do erro martelando de forma dramática na mente… faz sentido?

Compra como investimento

Em tempos de mudanças cada vez mais velozes nas araras das lojas (entre tendências e modismos) valorizar o potencial da novidade, e menos o exagero, surge como uma alternativa para não se perder entre tantas possibilidades. Emerge a opção da compra como investimento. Redobra-se a mística do novo. A compra deve ser cada vez mais pensada. E, por sua vez, combinada ao que já está no guarda-roupa…

As ‘novidades’ – sob a forma de tendências – precisam render. E há algo de maravilhoso nessa questão: mesmo com mudanças, elas são pouco surpreendentes e o velho ganha toque atual, ganha um prazo de uso bem mais longo do que o que visto anteriormente. E não falo dos clássicos atemporais. É hora de atualizar cada look por meio de combinações boladas com grande eficiência.

A partir disso vale tirar máximo proveito da força do novo. A compra como uma maneira de adicionar alegria e vibração ao guarda-roupa. Digo, comprar menos e vibrar mais.

Texto originalmente publicado em 19 de setembro de 2010.

No estilo anos 90, a volta da calça de cintura baixa

Alerta tendência polêmica: a calça de cintura baixa voltou. E, não. Não estamos nos anos 90, mas a referência – do cós por vezes ausente – parece estar fazendo a cabeça de muita gente.

E como a cintura baixa por si só não basta, ela voltou no estilo Britney Spears e outras musas pop… combinada a blusinhas curtinhas que deixam boa parte da barriga a mostra.

Sem desespero. Se já te bateu um pânico por agora, esqueça! A tendência combina com um estilo bem jovem e sensual. E, como sempre, não precisa por regra ser aplicada no seu dia a dia.

Barriga de fora

O que vem de bem diferente da moda dos anos 90, para agora, é a interpretação. Se antes o mix de calça de cintura baixa com blusas curtinhas era composto por peças cheias de detalhes, hoje ele surge bem mais básico.

A ideia é uma blusinha simples e curtinha e um jeans bem básico, de cintura baixa. Com conceito despretensioso… de quem se arrumou de qualquer jeito e, pá: ficou assim, sexy, exibida e confiante.

Sexy e confiante

Sim, pra usar é preciso um toque extra de confiança. Não rola escolher as peças e ficar tentando esconder a barriga, ou as curvas.

A ideia é assumir o conceito de mostrar o corpo! Tem a ver com segurança. E até mesmo com empoderamento. Porque não, não é preciso ter uma barriga chapada para exibir as formas!

Se você gostou da tendência e ficou animada, mas ainda não acha que revelar toda a barriga funciona, que tal optar por uma blusa menos curta, e um jeans de cintura baixa, mas não super baixo? O meio termo surge como uma boa opção.

E investir em uma terceira peça leve, maleável, ajuda a compor o look e garantir que o cofrinho fique sempre protegido. Quase uma saída anti-incidentes.

O que acha?

Já conhece a Consultoria de Estilo? Estou aqui para te ajudar a descomplicar o ato diário do vestir! Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

Como usar acessórios na cor branca

As botas brancas não são uma tendência isolada para a temporada – já até falei sobre elas por aqui. Aliás, o branco aparece nos mais diversos acessórios, entre calçados e bolsas.

Legal de perceber que o branco, velho conhecido de quem trabalha na área da saúde, aparece nos modelos e estilos mais variados. Tem pra todos os gostos.

Ponto positivo é que os acessórios na cor branca ajudam a agregar um pouco de frescor ao visual. Assim como qualquer outro acessório claro.

Uma dica, no entanto, é ter um cuidado extra para manter a bolsa e o sapato bem branquinho. Manutenção faz toda a diferença. E, quando o acessório é claro, fica um tanto quanto mais difícil mantê-lo com boa aparência. Sem manchas ou marcas. Até uma calça jeans pode marcar uma bolsa.

Branco vai com tudo!

Mas e aí, existe alguma regra ou dica para acertar no uso? Não e não! É o famoso gostar e usar. E, mais do que isso, misturar com as peças do guarda-roupa de maneira natural. A bolsa branca não precisa, por regra, ser combinada a um sapato branco. Seja uma bota, um tênis, um oxford ou uma sapatilha… o legal é o mix entre cores e de texturas.

Interessou? Veja se gosta e avalie bem antes de investir na tendência.

Tem mais no YouTube

Quer melhorar o seu relacionamento com as roupas? Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

É tendência para o inverno: bota branca

Não é preciso ser Paquita pra usar a tendência da vez. E em tempos de moda nostálgica, quando vários modismos de décadas passadas vem sendo resgatados, é hora de bota branca.

A bota branca vem com tudo para o inverno. E, curtinha, pode ser encontrada nos mais diversos estilos. Desde a pegada coturno ao clássico modelo com bico pontudo e salto quadrado. Pra quem não abre mão do conforto, existem modelos sem salto, ou aquele com pegada faroeste…

Para combinar não existe receita. É substituir o seu calçado de sempre pela bota branca e ser feliz. Isso vale para tudo! Vai bem com vestido, jeans e até mesmo em um look com jeito um pouco mais formal.

bota branca como você quiser

Para quem acha a bota branca um exagero, mas gostou da ideia da bota clara, uma opção é substituir por modelos em tons pastel. Ou mesmo apostar na ousadia completa, com as botas metalizadas.

Como quem não quer nada, a tendência invadiu as vitrines. E, com certeza, você já viu alguma por aí. Resta saber se, para você, vale o investimento. Quer arriscar?