Jeitos de usar parka: inspire-se com looks vida real

Parka: a palavra parka tem origem num dialeto e refere-se a um casaco de pele com capuz usado pelos esquimós. Sua versão em tecido impermeável verde escuro, confeccionada com 50% de nylon e 50% de agoldyão, foi adotada pelas Forças Armadas americanas como uma proteção contra o frio ou a chuva a partir dos anos 50. Tem comprimento até o meio das coxas, fechamento e bolsos frontais e cadarços que correm em sua bainha, originando um leve franzido. Nos anos 60, foi adotada pelos mods ingleses, que a consideravam útil tanto para compor seu visual, quanto para servir com proteção ao vento e ao frio, ao se locomoverem em vespas ou lambretas. Desde então, as parcas têm reaparecido na moda em inúmeras interpretações, tecidos e em cores que vão geralmente do cáqui ao verde escuro | Dicionário da Moda, por Marco Sabino.

Você pode ter, ou gostar, da parka “original”, ou dos modelos que têm apenas como referência a peça clássica – as interpretações. Não importa. Pois o legal é você tirar máximo proveito do item e aproveitar toda a sua versatilidade.

Quando digo que a parka combina e vai com tudo é porque realmente funciona! É claro que se combina com o seu estilo e com sua identidade visual, certo?

Escolha a parka que te agrada

A dica é: escolha um modelo que tenha características que te agradam! Eu, particularmente, gosto da parka bem clássica – dos bolsos, do comprimento alongado e o tecido em partes impermeável. Mas, se você considera muito poluído ou informal, tudo bem. Saiba que existem opções mais lisas e feitas em outros tipos de tecido!

Como usar?

Fiz um vídeo para o meu canal do YouTube mostrando vários jeitos de usar a parka. Então, confira e se inspire!

Mais dicas para usar e combinar a sua parka:

  • Monte um look como base, com pecas que você gosta, e experimente finalizar com a parka;
  • Combine com jeans e camiseta. É a mistura mais básica e versátil possível. E, para fechar, adicione acessórios da sua preferência;
  • Que tal usar com vestido? Pois funciona muito bem! Combine com modelos justos e sensuais, para um resultado contrastante;
  • A parka pode ser uma peça intermediária, quando você sobrepõem um casaco mais pesado – para dias de muito frio, claro;
  • Lembre-se de escolher um modelo de tamanho perfeito, nem grande, nem pequeno demais. Isso afeta diretamente o resultado de todo e qualquer look;
  • Experimente, sem medo! O segredo de um armário versátil e que “rende bastante” está na ousadia de tentar. Confira no espelho como ficou e resultado, e pronto!

Como transformar looks de verão em looks de inverno

Para você, montar looks quentinhos, perfeitos para o inverno, é uma tortura? Talvez faltem no seu guarda-roupa algumas peças básicas e essenciais para fazer com que suas roupas de meia estação, ou verão, sejam utilizadas durante o frio.

Peças transformadoras

A primeira peça que é básica, essencial, indispensável no guarda-roupa de inverno é o suéter. Simples e básico suéter. Pode ser com gola V, redonda, gola alta, vai depender do seu estilo e do que você gosta! O legal é que ele tenha uma cor neutra, daquelas que te valorizam. Seja preto, branco, bege, marinho, ou mesmo vinho.

A parka – um casaco de características utilitárias, feito em tecido impermeável – é outra peça que é muito útil no inverno. É muito versátil e já se firmou como algo que vai além da tendência. Boas opções de cores são o verde militar, bege, marrom ou preto, que são tons que ornam bem com praticamente tudo. Quando chove, então, passa a ser muito mais útil! Em viagens é indiscutível como funciona bem até mesmo por seus tantos bolsos.

Falar sobre inverno sem falar de trench coat é difícil, pra não dizer raro. O casaco funciona tão bem por ser prático! E funciona bem no conceito de tirar e colocar. Ou melhor, aquele item com o qual você se protege do frio, mas tira com facilidade quando precisa (ao entrar em ambientes quentinhos). Tudo bem fácil. E tem uma pegada bem elegante, além de ser um clássico. Pode ter o comprimento até o joelho ou ser curtinho. Se você encara mais frio, o melhor é o mais compridinho. O mesmo vale para escolha do modelo, pensando no tecido. São várias as opções.

Peças fofinhas

E aquela jaquetinha fofa, que alguns chamam de puffer. Pode ser que você não tenha uma, mas já se imaginou abraçado por ela… certo? Não é uma peça só gostosa, ela esquenta bastante, apesar de ser leve, e tem estilo mais casual. O que é legal para quem não quer deixar todo look de inverno todo elegante. Pra quem acha o modelo muito inflado pode ser outro modelo de nylon.

Ainda na mesma pegada, o colete fofinho, também desse tipo puffer, entra como uma maneira de encarar o frio. É como seguir o velho conceito de mãe, que diz que o importante no inverno é proteger o peito “pra não gripar”. O colete de nylon não é só legal, com um toque modernoso, mas também fácil de combinar.

Quer ver mais?

Conheça a Consultoria de Estilo: a maneira mais simples e prática de melhorar o seu relacionamento com o guarda-roupa. Descomplique o ato diário do vestir.