Sinal laranja

Peças e acessórios na cor laranja invadem as lojas e marcam lugar nas ruas

Quente e vibrante, a cor laranja aparece de diversas formas, seja em peças completas ou complementos. Da maneira como for, o tom ganhou força e como tendência da temporada é ideia certeira para esquentar aquelas produções mais sem graça ou mesmo quebrar um pouco do gelo de looks sem luz.

A composição mais segura sai da casa dos neutros, de maneira básica e despretenciosa. Nada mal pensar que a cor pode ser usada junto ao preto, branco, bege ou mesmo cinza. Essa última opção, por sua vez, reúne dois universos distintos, mas que podem muito bem conviver juntos. Quente e frio travam uma dispusta na qual todos saem vencedores.

O laranja pode ser combinado também no tom sobre tom, trabalhado na mistura com o amarelo ou com o vermelho, com grande facilidade. O rosa também conversa super bem com a cor aqui citada, gerando um resultado vibrante e criativo.

Reunir cores opostas no círculo cromático também é uma forma de gerar harmonia – harmonia por alto contraste. Assim, o laranja encontra no azul sua cor diretamente oposta. Vale pensar ainda na junção de tons em Y pelo círculo cromático, trabalhando com o mix laranja +  verde ou laranja + roxo.

No mais , a junção de peças 100% laranja com texturas ou estampas pode gerar uma certa poluição visual, amenizada por acessórios neutros ou mesmo pelo uso de elementos básicos para fechar o look. Se a cor gera um efeito chamativo, marcante, vale segurar na modelagem das peças complementares ou mesmo na aplicação de outros elementos de destaque.

Pantone Fashion Color Report 2012

Pantone revela quais serão as cores para o ano de 2012, com a promessa de tons vibrantes inspirados na natureza

A Pantone não é uma marca de tintas. Pantone também não é uma cartela de cores qualquer. A empresa é conhecida por sua Escala de Cores (Pantone Matching System – PMS), que é um sistema utilizado por designers, decoradores e estilistas, entre outros. Sendo assim, as escalas da Pantone lançam ou indicam tendência de cores que serão exploradas na moda, decoração, publicidade e tudo mais.

Exercendo sua função de orientar, e ditar referências, a Pantone apresentou um dia desses as cores que serão aposta certeira na indústria da moda, para o ano de 2012. Cada cor vem em uma tonalidade nova, com mudanças pequenas que trazem um sopro de novidade e de desejo. Tudo isso funciona porque a Pantone realiza estudos de comportamento, prevendo o que nós (como consumidores) vamos querer usar em um determinado espaço do tempo. Isso, claro, é levado aos criadores bem mais cedo… naquela longa história do bureau de estilo que conversamos aqui um dia.

Cada cor do Pantone é apresentada com um código, uma referência, além de um nome. Para 2012, de acordo com o Fashion Color Report, a cor da vez será o Tangerine Tango (um laranja fechado vibrante), acompanhado pelo Solar Power (um amarelo fechado vibrante), Bellflower (elegante tom de lilás), Cabaret (pink fechado), Sodalite Blue (marinho forte, bem azulado), Margarita (verde folha bem clarinho), Sweet Lilac (rosa clarinho vibrante), Cockatoo (um tom de verde água), Driftwood (um tom de chocolate claro) e por fim o Starfish (um marrom suave). São nomes divertidos que já ditam o tom da referência.

A mistura de cores remete a natureza de forma exterma, passando por um poderoso por do sol e pelo tom vibrante do oceano. O contraste, recorrente na atualidade, está presente nos tons neutros e pastel que se misturam a cores vivas. A natureza parece ser uma constante referência, sendo que o floral (como estampa) será certeza  nas próximas estações. Já é possível visualizar um inverno de estampas dramáticas e um verão 100% colorido para o próximo ano.

A Pantone lembra que o consumidor deseja um visual cheio de vida, representando o otimismo e a promessa de dias melhores que surge por aí. Isso estará claro nas cores que vão sair dos tons de bege e camelo e crescer no grau de amarelo. Assim, tonalidades cada vez mais vivas e mais acessas vão dominar as ruas, talvez como um sopro da grande aceitação do color block pelos consumidores.

 

Isso, nas roupas, aparece em peças que misturam roxo e amarelo, laranja e verde folha. Seja na junção de tons de intensidade diferente, ou mesmo na combinação de cores alegres ao extremo, há uma base onde os neutros serão deixados em segundo plano dando espaço para novos neutros um tanto quanto mais vivos. Isso, talvez, represente uma nova esperança e uma vontade de se mostrar (e deixar seu recado) através das vestimentas, nunca esquecendo que a base para tudo isso é saber explorar todo o universo das cores.