Maneiras espertas de usar peças “fofinhas”

Quando caem as temperaturas, surgem outras possibilidades no guarda-roupa. Sobreposições e peças mais pesadas passam a fazer parte das alternativas do vestir.

Entre elas, uma é especial: as peças puffer. Ou melhor, essas peças fofinhas, com pegada esportiva.

Supervolumosas e feitas em nylon, lembram um aconchegante abraço. E, o melhor? Literalmente esquentam muito o corpo.

Mas, como usar uma peça tão cheia de volume?

Peça de impacto

Não dá pra ignorar sua forte presença. Se tiver cor, o impacto dobra! Então, a questão do volume é um ponto a ser avaliado. E é aí que entra a importância da composição.

A montagem do look deve observar o equilíbrio visual.

Se a jaqueta ou colete é bem volumoso, as peças complementares podem ser mais leves. Ou mais enxutas. Tudo para que o visual não fique muito grandão.

E a peça que vai por baixo da puffer também pode ser mais levinha. Mais seca, quase que rente à silhueta. Porque assim não fica toda uma confusão visual.

Mas, se você gosta de algo diferentão – muito volume, contrastes, impacto – pode caprichar no efeito inverno.

Tem vídeo no canal do YT sobre as peças fofinhas

Cansada de sofrer com o guarda-roupa? Conheça a Consultoria de Estilo Online. Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

Como transformar looks de verão em looks de inverno

Para você, montar looks quentinhos, perfeitos para o inverno, é uma tortura? Talvez faltem no seu guarda-roupa algumas peças básicas e essenciais para fazer com que suas roupas de meia estação, ou verão, sejam utilizadas durante o frio.

Peças transformadoras

A primeira peça que é básica, essencial, indispensável no guarda-roupa de inverno é o suéter. Simples e básico suéter. Pode ser com gola V, redonda, gola alta, vai depender do seu estilo e do que você gosta! O legal é que ele tenha uma cor neutra, daquelas que te valorizam. Seja preto, branco, bege, marinho, ou mesmo vinho.

A parka – um casaco de características utilitárias, feito em tecido impermeável – é outra peça que é muito útil no inverno. É muito versátil e já se firmou como algo que vai além da tendência. Boas opções de cores são o verde militar, bege, marrom ou preto, que são tons que ornam bem com praticamente tudo. Quando chove, então, passa a ser muito mais útil! Em viagens é indiscutível como funciona bem até mesmo por seus tantos bolsos.

Falar sobre inverno sem falar de trench coat é difícil, pra não dizer raro. O casaco funciona tão bem por ser prático! E funciona bem no conceito de tirar e colocar. Ou melhor, aquele item com o qual você se protege do frio, mas tira com facilidade quando precisa (ao entrar em ambientes quentinhos). Tudo bem fácil. E tem uma pegada bem elegante, além de ser um clássico. Pode ter o comprimento até o joelho ou ser curtinho. Se você encara mais frio, o melhor é o mais compridinho. O mesmo vale para escolha do modelo, pensando no tecido. São várias as opções.

Peças fofinhas

E aquela jaquetinha fofa, que alguns chamam de puffer. Pode ser que você não tenha uma, mas já se imaginou abraçado por ela… certo? Não é uma peça só gostosa, ela esquenta bastante, apesar de ser leve, e tem estilo mais casual. O que é legal para quem não quer deixar todo look de inverno todo elegante. Pra quem acha o modelo muito inflado pode ser outro modelo de nylon.

Ainda na mesma pegada, o colete fofinho, também desse tipo puffer, entra como uma maneira de encarar o frio. É como seguir o velho conceito de mãe, que diz que o importante no inverno é proteger o peito “pra não gripar”. O colete de nylon não é só legal, com um toque modernoso, mas também fácil de combinar.

Quer ver mais?

Conheça a Consultoria de Estilo: a maneira mais simples e prática de melhorar o seu relacionamento com o guarda-roupa. Descomplique o ato diário do vestir.