Por um guarda-roupa criativo

Algumas vezes o que falta não são roupas, mas sim um guarda-roupa criativo

A decisão de abrir mão de certas peças do guarda-roupa é difícil e delicada. Muitas vezes o desapego não é a solução para problemas ou incômodos que prejudicam a rotina do vestir. Além da ideia de abrir espaço entre roupas realmente importantes, que são usadas, há também dois outros pontos que dificultam a limpeza no guarda-roupa. Há a questão do forte caráter emocional. E certas peças guardam também o alto investimento que lhes foi dedicado.

criativo1

Quebrar tais barreiras é muito importante, mas nem sempre é o bastante. Ou nem mesmo a única saída. Pode ser que as roupas não sejam mais utéis por outras razões. Pois então…  Existem peças que estão em ótimo estado e que podem ser aproveitadas com um pouco mais de criatividade. Falo de sair do padrão utilizado dia após dia. Ao brincar com looks diferentes, ideias novas em meio ao uso viciado de determinadas composições, o guarda-roupa pode ganhar nova vida.

Para todas essas possibilidades de falhas ou dificuldades ao vestir existe algum tipo de solução. Basta, antes de tudo, descobrir e interpretar qual o problema. Em caso de pouca criatividade, pode-se pensar em “atacar” primeiro a fonte de informações. E enriquecer a bagagem visual com referências e inspirações mil. Pouca criatividade não é um problema difícil de ser solucionado. Mas para tal é necessário quebrar a barreira que limita a construção de ideias novas e interpretações variadas. Trata-se de ousar, de ir além, de ter um pouco de coragem para tentar algo novo.

O que inspira?

E onde estão essas inspirações? Estão em todos os lugares. Para quem ainda não está treinado para coletar referências visuais vale apostar em revistas, sites e blogs repletos de looks e ideias. O cinema também é uma excelente referência. Um ambiente cheio de personagens que, por vezes, parecem trazer exatamente o que gostaríamos de ter como visual. A construção de um book de referências, seja ele virtual ou material, é a porta para um novo momento. Com novas ideias e mais coragem para ir além.

criativo2

A importância das referências

Um exercício interessante e simples é o de recortar, colecionar ou reunir imagens de looks, peças ou mesmo combinações de cores que fazem seus olhos saltarem. Que atraem a sua atenção. Em um primeiro momento essas ideias podem até parecer improváveis para você. Mas, se seu olhar ficou preso naquela imagem por alguns instantes é porque de fato há algo nela que lhe tocou.

Na hora de aplicar as referências o receio de ser mal visto, ou de se sentir mal, pode ser uma barreira para sair da zona de conforto (tão prejudicial em todas as esferas da vida). Por isso, é bom agir com coragem e experimentar sem medo, sem timidez, e sem se deixar levar pela insegurança. Tudo isso é melhor que correr de volta para o guarda-roupa e vestir a roupa batida que nada lhe acrescenta.

Post publicado originalmente em 12 de janeiro de 2012.

Saia da sua zona de conforto. Faça uma Consultoria de Estilo.
Me escreva no amanda@amandamedeiros.com

Como criar looks novos com roupas velhas?

Acha que nada no seu guarda-roupa presta? Precisamos conversar. Pode ser que a solução para todos os seus problemas esteja em você, simplesmente, sair da sua zona de conforto.

look-novo2

Sair da zona de conforto parece uma coisa complexa e sofrida. Mas, não é. Acontece que com o tempo nós nos acostumamos com o que temos. O que, quando novo, era super legal, perde sua aura mágica de novidade.

O que fazer para criar novos looks com roupas velhas

Escolha os seus looks com antecedência. A correria não nos ajuda a ser criativos. Ela só nos joga no piloto automático. Daquele jeito que fugimos para o que é mais simples. E para o lugar no qual já estamos acostumados. Então, crie o hábito de decidir no dia anterior o que vai usar no próximo dia!

Você também pode mexer na estruturada de um look que já é certeza de acerto. Mas, não precisa mudar tudo. Troque só uma peça ou outra. Faça pequenas variações. Alterne detalhes. Assim, um look batido ganha frescor.

Misturar tudo também ajuda a transformar o clima de looks chatos. Para isso é preciso parar de temer o que parece diferente. O casual vai com o formal. Ou o romântico com o sexy. Um acessório poderoso acompanhando um look com tênis. Sinta até onde você pode ir.

Outra saída básica é brincar com os básicos. Eles podem migrar de uma combinação para outra, sem grandes riscos. No jogo de troca-troca, também fica legal misturar o novo com o velho. Evitar aquelas junções casadinhas. E cansativas.

A verdade é que são as regras que nos limitam. E são elas que minam a nossa criatividade. Vá além de tudo isso e descubra a suas próprias orientações. As que ficam boas para o seu corpo e estilo.

Quer saber mais? Assista ao vídeo.

Clique aqui para se inscrever no canal! Assim você não perde nenhum vídeo novo!

Multiplique as possibilidades do seu guarda-roupa. Contrate a Consultora de Estilo. Me escreva no amanda@amandamedeiros.com

 

Por um guarda-roupa mais criativo

Algumas vezes o que falta ao guarda-roupa não são roupas, mas sim criatividade

A decisão de abrir mão de certas peças do guarda-roupa é muito difícil e delicada. Muitas vezes o desapego não é a solução para problemas ou incômodos que prejudicam a rotina diária, e necessária, do vestir. Bem além da ideia de abrir espaço entre roupas realmente importantes, que são usadas, há também dois outros pontos que dificultam a limpeza no guarda-roupa. Há a questão do forte caráter emocional que certas peças guardam e também o alto investimento que foi dedicado as roupas. Quebrar essa barreira do emocional e financeiro é muito importante, mas por vezes não é o único ponto indicado ou a única saída. As vezes as roupas não são mais utéis por outras razões; entre essas, existem muitas que estão em ótimo estado e que podem ser aproveitadas com um pouco mais de criatividade ao sair do padrão utilizado dia após dia ao brincar com looks diferentes, ideias novas em meio ao uso viciado de determinadas composições.

Para todas essas possibilidades de falhas ou dificuldades ao vestir existe algum tipo de solução. Basta, antes de tudo, descobrir e interpretar qual o problema. Em caso de pouca criatividade pode-se pensar em “atacar” primeiro a fonte de informações, enriquecendo a bagagem visual com referências e inspirações mil. Pouca criatividade não é um problema difícil de ser solucionado, mas para tal é necessário quebrar a barreira que limita a construção de ideias novas e interpretações variadas. Trata-se de ousar, de ir além, de ter um pouco de coragem para tentar algo novo.

E onde estão essas inspirações? Estão em todos os lugares. Mas, para quem ainda não está treinado para coletar referências visuais vale apostar em revistas, sites e blogs repletos de looks e ideias. O cinema também é uma excelente referência, cheio de personagens que, por vezes, parecem trazer exatamente o que gostariamos de ter como visual. A construção de um book de referências, seja ele virtual ou material, é a porta para um novo momento, com novas ideias e mais coragem para ir além.

Um exercício interessante e simples é o de recortar, colecionar ou reunir imagens de looks, peças ou mesmo combinações de cores que fazem seus olhos saltarem, que atraem a sua atenção. Em um primeiro momento essas ideias podem até parecer improváveis para você, mas se eu olhar ficou preso naquela imagem por alguns instantes é porque de fato há algo nela que lhe tocou. Na hora de aplicar as referências o receio de ser mal visto, ou de se sentir mal, pode ser uma barreira para sair da zona de conforto (tão prejudicial em todas as esferas da vida). Por isso, é bom agir com coragem e experimentar sem medo, sem timidez, e sem o ato falho de se deixar levar pela insegurança e correr de volta para o guarda-roupa e vestir aquela roupa batida que nada lhe acrescenta.