Seja a sua própria cura

“Para viver em harmonia na sociedade humana, precisamos encontrar e manter um equilíbrio. Um equilíbrio entre nossas reações imediatas, instintivas, emocionais e as respostas racionais que preservam nossos elos sociais a longo prazo. A inteligência emocional é mais bem expressa quando os dois sistemas – os cérebros cortical e límbico – cooperam constantemente. (…) Esse estado de bem-estar é aquilo a que aspiramos continuamente. É o sinal de harmonia perfeita entre o cérebro emocional, suprindo energia e diretrizes, e o cérebro cognitivo, levando-o à fruição.”

 

Passamos a vida buscando a plenitude. Sofremos por imaginar que a felicidade está em bens materiais. E que a cura está apenas, e exclusivamente, na medicina. Sem falar que pensamos que a paz está na riqueza ou no sucesso. No entanto, a idade e a maturidade mostram o valor imenso das coisas simples e, nos momentos mais inimagináveis, percebemos o quão pequenos somos perante a grandeza do mundo.

As respostas para as mais diversas perguntas podem estar na reflexão e no olhar para o que se passa dentro da gente. E, cada vez mais, fica claro o poder do lado emocional no lado físico e a importância da harmonia entre ambos os campos.

No livro “Curar – o stress, a ansiedade e a depressão sem medicamentos nem psicanálise”, Dr. David Servan-Schreiber fala sobre tratamentos alternativos, a medicina das emoções e também sobre tratamentos para doenças emocionais, que afetam tantas pessoas atualmente. De acordo com ele, nosso corpo naturalmente busca a cura e temos este instinto básico de sobrevivência que coopera para que possamos reagir e dominar nossos pensamentos.

Parar e perceber como a fisiologia do nosso corpo sofre com a parte emocional do nosso cérebro é essencial para lembrar que controlar sintomas não é curar. A cura precisa acontecer de maneira plena para funcionar. O livro passa por várias etapas. Até chegar a questão do restabelecimento da coerência por meio de um plano de ação.

Como chegar ao cérebro emocional e auxiliar no restabelecimento da coerência: Plano de ação

  1. Prática da coerência cardíaca
  2. Dialogue com suas memórias dolorosas
  3. Gerenciar conflitos
  4. Enriquecer relacionamento
  5. Maximize o ômega-3
  6. Consiga “um barato” à base de exercícios
  7. Despertando com o sol
  8. Abra seus meridianos
  9. Busque uma conexão mais ampla

A cura emocional

Não há uma receita para a cura emocional. Da mesma forma que é impossível dar as costas para a medicina tradicional. No entanto, é evidente a importância de uma intervenção completa em todos os aspectos para tratar doenças (principalmente) de fundo psicológico. Pensar nos 9 passos da coerência é cuidar da saúde física e mental. É o que passa até mesmo pela nossa atitude em meio ao mundo que vivemos.

Daí que a recuperação da autoestima ou o controle do consumismo exagerado pode ter como resposta este olhar ‘para dentro’ e para coisas não materiais. Essas que desencadeiam compulsões e buscas incansáveis por posses.

 

“Relacionamentos emocionais – mesmo nossa relação com os outros em nossa comunidade – têm um enorme componente físico, um impacto direto em nosso bem-estar físico. Esses portais físicos para o cérebro emocional são mais diretos e, com frequência, muito mais poderosos do que o pensamento ou a linguagem verbal.”

 

O Dr. David Servan-Schreiber ainda reforça a importância da interação com outras pessoas para o bem-estar físico. Por isso, conversar e trocar ideias com aqueles que fazem parte do nosso dia-a-dia pode ser tão enriquecedor. E trazer tamanha sensação de bem estar. “A vida é uma luta. E é uma luta que não vale a pena ser travada se for apenas pelo nosso próprio bem”. Muito além do egoísmo, uma possível saída para a sensação constante de solidão que aflige tantos na era pós-moderna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *