Por uma rua com homens mais estilosos

É fácil perceber que enquanto algumas mulheres se entregam sem pestanejar aos modismos e as possibilidades do vestir, os homens relutam em tentar alguma coisa diferente, ao pensar em roupas e acessórios. Por vezes, até mesmo fogem de uma mera camisa rosa ou de uma calça bege. O básico do básico – com um pé no desarrumado – que representa o visual da grande maioria dos caras brasileiros, traduz um conservadorismo. E um medo da opinião alheia. Algo que já deveria ter sido superado há muito tempo.

boys1

Basta ir além das fronteiras geográficas do país para enxergar que este medo de tentar um visual diferente é algo muito característico dos homens brasileiros. Os motivos são os mais diversos. E vão desde uma provinciana preocupação com a opinião alheia. Um pouco de insegurança quanto a uma possível avaliação sobre a sexualidade. Ou até mesmo algo que segue a linha de pensamento de que apenas as mulheres devem se produzir… E aos homens resta, apenas, se manter superficialmente limpinho (considerando isso o suficiente).

Desejo de mudança

Não é uma regra ser estiloso, usar algo ousado, ter um visual moderno ou inusitado. Mas, sabe-se bem que não há, também, uma norma que obrigue todos os garotos a serem sempre iguais. Sempre sem graça. Sempre presos na bermuda desleixada. Na calça larga (não pela modelagem, mas sim pelo tamanho errado). No tênis de mola. E na blusa de malha jogada no corpo.

boys2

Também acredito que não deve partir apenas das namoradas, esposas e, até mesmo, das mães a vontade e o desejo de melhorar o visual de um homem. Isso deve ser algo que vem da própria pessoa. Afinal, por aí – salpicados na rua, quase que como achados que saltam aos olhos – existem sim homens que misturam cores e que vestem calças ajustadas com barras dobradas. Aqueles que com confiança que apostam em calçados inusitados (muito além do tênis) e que sabem da existência de acessórios. Existem homens vaidosos, que tem noção de que é legal manter o cabelo sempre bem cortado, que entendem que unhas limpas e arrumadas é pré-requisito e que usam estampas. Ainda bem!

Há de deixar de lado (logo) a ideia de que homem não se produz e nem tenta fazer algo diferente. Afinal, a roupa e a moda são formas de expressão que pedem para ser exploradas. Quando não é, restam mensagens incompletas ou mal estruturadas que deixam a sensação de homens sem graça e malcuidados.

Texto publicado originalmente em 11 de novembro de 2014.

Quer saber mais sobre a Consultoria de Estilo? Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *