Por uma noite de mulheres reais

Publicado em Categorias Conversinha

Vestidas com o uniforme da noite, mulheres escondem sua beleza por trás de saltos vertiginosos e vestidos curtíssimos

Conquistamos a liberdade para vestir o que queremos e, assim, usamos e abusamos de comprimentos, fendas e decotes, combinados a tecidos colantes, marcantes, em cores chamativas ou cheias de segundos (e terceiros) significados. É fato: cada mulher é dona de seu corpo, responsável por sua imagem, e assim a escolha sobre o que usar, como combinar, cabe a cada um – é extremamente particular. Mas em um tempo de vestidos cada vez mais curtos, pernas de fora, formas reveladas sem nenhum mistério, a pergunta que fica é o por que de tanta sensualidade sendo que a conquista tende a funcionar bem melhor quando trabalhada de forma mais sutil, menos direta, em um jogo clássico e perfeito de mostrar e esconder.

Com tanta liberdade, com tantas opções, o caminho mais fácil para resultados diretos e rápidos, para abordagens seguidas e consecutivas, pode ser sim vestir-se de forma extremamente provocante, com os justérrimos vestidos colantes, de comprimento micro, combinados à sapato de salto vertiginoso, cabelos soltos, olhos marcados e muita pele a mostra. Somado a uma atitude de suposta confiança, alimentada por drinks, o que se tem são multiplicações de um tipo de mulher que nem sempre de fato combina com aquela que ali está fantasiada para a noite, e que poderia estar muito mais bonita, e interessante, se usando peças que realmente combinassem com seu estilo, e não tanto o uniforme feminino da balada – já tão batido.

Daí que em um ambiente que é pura caça, trocas de olhares, música alta e risadas que maquiam a diversão fugaz do momento, cada um atrai o que pede, cada um chama pelo tipo de atenção que planejou despertar. A sensualidade nas entrelinhas é tão mais bacana! Por que isso se perdeu?! Na sociedade sempre existiram pessoas diferentes, com vontades diferentes, personalidades variadas… no entanto hoje há uma massificação de um tipo de comportamento estético, visual, que as vezes nem mesmo conversa com os trejeitos ou com os movimentos de quem não está minimamente confortável com aquela fantasia. Obviamente que, como em qualquer outro caso, uma imagem ganha intensidade quando combinada à atitudes, e uma atitude menos agressiva suaviza o impacto da roupa, mas em uma troca de mensagens silenciosas, melhor ir pela sua essência e pelo que você realmente é. No mais, a lembrança de que, entre o lado de lá, no universo dos homens, já são muitos os que comentam, com estranheza, o combo lycra, salto e rímel. E, por ai, há quem queira e procure por mulheres reais.

2 pensamentos em “Por uma noite de mulheres reais”

  1. Amei!! Atualmente, os homens não caçam mais… Nem tem como né. É tanta “oferta”!!! rsrsrs. Que perdeu a graça ou melhor o sentido da conquista, que diga-se de passagem é gostoso demais… Os homens em grande parte querem isso. Afinal o mistério, a dificuldade aumenta o desejo de descobrir alguém “diferente” e especial…

    um abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *