Vídeo: a pantalona curta, e aí?!

Estou muito empolgada com o YouTube e acho a plataforma muito bacana e simples. Mas, ainda assim, adoro escrever e me sinto muito mais confortável com o teclado, do que com a câmera – por enquanto. Com isso, vou continuar combinando os vídeos aos posts. Ou seja, conteúdo pra todo tipo de gosto.

A Pantacourt chegou, chegando, e ficou. Pra quem ainda não sabe o que é, ou nunca ouviu falar, trata-se de uma calça pantalona curta. Já velha conhecida de muita gente, a peça não é mais uma nova tendência e já foi bem aceita por uma boa fatia das mulheres.

pant44

Mas, por ser uma calça curta e larga, a pantacourt gera certo receio. Talvez o medo seja de que ela acrescente peso visual (o tal do “engorde”) ou mesmo gere sensação de menor estatura. Hum. Será?

pant11

Por causa disso, dessa história, justificada pelas proporções naturais da peça, muita gente espalha por aí a lenda de que a pantacurt só pode ser usada com salto alto. Ou, então, que só as mulheres magras e altas podem investir na peça. Quem diz isso está louco.

pant5

Como toda outra peça disponível no mercado, existem variedades de modelagem, tecido e textura. Então, tem pantalona curta pra todos os gostos! O importante para o resultado ficar legal é pensar, sempre, na proporção. A peça não deve ser muito grande para o seu tamanho (e nem muito larga). E, claro, deve ser aplicada em harmonia com a peça da porção superior. Ahá!

pant2

Por padrão, a pantalona curta cobre 3/4 da perna. E, assim como qualquer pantalona, pode ser bem largona, ou moderadamente larga. Complicado? Que nada. Acontece que quando sobra menos tecido  com ela descendo reta do quadril, por exemplo, sem abrir, tudo fica mais fácil. Ela, claro, aplica movimento no visual, sem ampliar demais a linha horizontal do corpo.

pant6

Outra dica é apostar nas peças com peso visual oposto ou similar ao da porção superior. Valem as blusas mais curtas, ajustadas, ou as camisas e batas mais larguinhas, mas em tecidos fluidos, maleáveis, que brincam de mostrar, e esconder, o corpo.

pant33

Para fugir do salto – ou para quem não gosta de salto, como eu – pode-se aplicar nos pés sapatos com a gáspea aberta e bico fino (dica eterna, pra tudo) ou então investir em calçados em cor que imita o tom da pele. O resultado é de prolongamento visual vertical.

pant7

Tá achando legal? Quer ainda mais dicas? Lá no YouTube eu falo sobre a questão do jogo de cores, aplicado ao caso pantacourt, e também sobe outras coisas que podem fazer com que você faça dessa peça uma das suas queridinhas. Pra hoje, e pra sempre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *