Não basta ser premium

Publicado em Categorias Comprinhas, Viés do Saber

JeansBafo_2
Não é porque um jeans é Seven, Diesel, True Religion ou seja lá o que for que ele vai necessariamente vestir bem. O corte pode ser impecável, o tecido super bacana, lavagem interessante, mas esse conjunto apenas funciona quando a peça valoriza as formas da sua silhueta. Jeans premium, por si só, não garante acerto pleno. Então antes de sair investindo pesado numa peça absurdamente cara pense na estrutura da mesma, pois é isso que trará satisfação e beleza – muito além de carregar uma marca badalada.

JeansBafo_1

Hoje em dia encontramos alguns jeans vistos como premium de fabricação nacional, como é o caso do RK Denim ou da John John (alguém sabe se ainda existe a Hotel Denim?!). Acho que é, muitas vezes, bem mais válido trabalhar com essas ou outras marcas brasileiras do que com coisas importadas que, por vezes, não caem tão bem numa silhueta tipicamente cheia de curvas. Já repararam, por ai, o tanto que algumas calças da Diesel apertam e achatam o bumbum de quem usa?! Tudo bem, trata-se de uma escolha errada do modelo… mas é porque a calça foi mais feita para abraçar um outro tipo de corpo. Já os jeans da Seven tendem a cair melhor num corpo voluptuoso, só pra constar.

Bom, fica a dica de dar mais atenção a peça do que a etiqueta e tomar muito cuidado com as encomendas feitas a amigos ou conhecidos que viajam ao exterior; é muito difícil comprar jeans sem provar… na verdade acho que é algo praticamente impossível, a não ser que você já conheça perfeitamente o corte, a lavagem e tudo mais; afinal, um tipo de tratamento dado a um determinado tecido pode alterar totalmente a forma ou resultado de duas peças de corte e modelagem idêntica.

4 pensamentos em “Não basta ser premium”

  1. Olá. Mibnha irmã está no estado de Montana nos EUA trabalhando e como ela foi para ficar muito tempo achou melhor não carregar muito peso p lá e deixar para comprar coisas novas, até para se adaptar tb ao tipo de moda de lá, logo quando ela chegou ela realmente sentiu uma dificuldade imensa de jeans que vestissem bem, ainda mais pq ela é magra mais tem um bumbum maior, ela encontrou uma loja por lá e agora só compra lá, achou uma modelagem mais condizente com o corpo brasileiro…rsrs… mas como lá tá um frio enorme só dá p ver a barra da calça… rsrs… o q se vê por lá mesmo são os belos casacões e sobretudos e as botas q já estou aguardando abril para ganhar uma…rsrs…

  2. Nesse calor que anda fazendo por aqui ando sonhando com uma viagem pra um lugar bem frio…. rs e com esses casacões fica super fácil ficar elegante, não?! E é bem como você disse… até as magrinhas sofrem com essa diferença no corte porque a mulher americana (que é de onde vários jeans badalados saem) não tem lá muito bumbum… rs

  3. Melhor investir num bom jeans pela qualidade do que pela etiqueta, não é?
    Mas convenhamos que muitas brasileiras gostam é de usar jeans um nº menor, que fica bem justinho, é o que elas consideram o ideal… É o sexy(?) versus a elegância e conforto…

    1. Com certeza muita gente acaba optando por um número pequeno que simplesmente deforma a silhueta, ao invés de valorizar os ‘atributos’. É a busca pelo ‘sexy’ mas também o fato de evitar a aceitação de um manequim tal… aquela coisa tipo… “eu visto 38!”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *