Escolhas espertas de hotéis no Leste Europeu

Pra mim viajar é relaxar e curtir. Pra isso preciso de um bom lugar para descansar. Ou, ao menos, um local no qual eu tenha conforto similar ao da minha casa.

hotel

Para a viagem ao leste europeu reservei hotéis pelo Booking. Desde que comecei a organizar sozinha minhas viagens passei a apostar na plataforma. Fiz o mesmo na viagem ao Peru, México, Chile, entre várias outras – mesmo quando vou a São Paulo, ou Rio. Costumo combinar o Booking com o TripAdvisor (onde analiso a reputação da unidade e as fotos). E o que acontece?

goldencrown
Golden Crown, em Praga

Em Praga o hotel escolhido foi o quatro estrelas Golden Crown. Preço: 60 euros / dia, quarto de casal superior com café da manhã. A localização é muito boa. Fica entre duas estações de trem, em frente a estátua de Franz Kafka, a cerca de três quadras do Relógio Astronômico e muito perto de tudo. Praga é uma cidade onde conseguimos fazer tudo a pé, mas ficar na região de Praga 1, do centro antigo, ajuda bastante. Café da manhã farto (um cappuccino feito na hora delicioso), quarto grande e limpo. Pelo preço achei maravilhoso.

Ibis Stare Miastro, Cracóvia

A escolha por um Ibis é, digamos, fácil. Mas, pode trazer arrependimentos. Pensando na rede, a unidade Ibis Kraków Stare Miastro foi disparado a pior que conheci em todas as minhas viagens (incluindo as de trabalho). E olha que já fiquei em muitos Ibis. Só a localização segurou – fica bem perto da estação central Główny. Perto, também, da praça central da cidade. Fizemos o caminho a noite várias vezes, caminhando mesmo, sem problema. O que irritou é que o quarto não estava limpo como eu esperava e a cama não era nada confortável, mesmo sendo um três estrelas. O bom é que isso dava motivo para chegar ao hotel já querendo sair novamente. Preço: 153 zlotys / dia, quarto casal. Não optamos pelo café da manhã – ao lado da estação de trem também há um shopping. Onde o que não faltam são opções para comer e repor o estoque de água.

Ibis Centrum, Varsóvia

Fui preguiçosa ao escolher, mais uma vez, um Ibis. Mas, o arrependimento dessa vez não bateu. Apesar de ser um dois estrelas, o que assusta, o Ibis Warszawa Centrum é confortável e bem localizado. Podia estar mais limpo, não minto. Mas, é pertinho de um ponto de tram que nos levava rapidinho ao centro antigo. Também não optamos pelo café da manhã. Um bom motivo para começar o dia já batendo perna. E curtir um bom Costa Coffee. Preço: 222 zlotys / dia, quarto casal.

fashion
La Prima Fashion Hotel, Budapeste

O nome do hotel foi o que me chamou atenção, de cara. E o visual dos quartos também. Gostei, ainda, do atendimento antes mesmo de chegar na cidade. Trocamos e-mails e mandei entregar meu Budapest Card por lá (tudo certinho). Além disso, ao realizar o check-in no La Prima Fashion Hotel recebemos todo um kit com vários mapas e materiais que ajudam na organização de passeios. Aquela coisa pequena que faz toda a diferença. O quarto era bem lindo e grande. Banheiro ótimo. Tudo muito limpo. O café da manhã, no entanto, não estava no nível do hotel. Apesar de farto, a qualidade era mediana. Não compatível com um quatro estrelas. No mais, localização na altura da Ponte Elisabeth, a dois quarterões do Danúbio, do lado Buda, perto de muitos comércios e restaurantes. Na região do que eles chamam de calçadão de Budapeste. A noite a área fica um pouco esquisita, mas a gente que é brasileiro tira de letra! Preço: 70 euros / dia, quarto casal deluxe com café da manhã.

ruby

Ruby Marie Hotel Vienna / Viena

E lá fomos nós pra Viena e seus hotéis caros. Seria maravilhoso ficar hospedado ao lado da Opera de Viena. Mas, o orçamento não permitia. Como a cidade tem um ótimo sistema de transporte focamos em um hotel bom, próximo a uma  estação de trem. O eleito foi o Ruby Marie. Que escolha! O hotel fica em um prédio reformado, na esquina da Mariahilfer que é conhecida como a rua de compras de Viena. Pode melhorar? Claro! Seu design é todo legal e charmoso, com quarto amplo e moderno, com café da manhã bem selecionado. Há cinema, sala de leitura e muito mais disponível para os hospedes… aqueles hotéis que fazem você se sentir em casa. Parecia um eterno painel de Pinterest. Só o check-in que começa tarde (3 pm). Preço: 130 euros / dia, quarto casal standart com café da manhã.

boscolo

Boscolo Prague Autograph Collection

O final de uma viagem é sempre um pouco triste, pra mim. Com isso, queria fechar com chave de ouro. Um cinco estrelas. Escolhi o Boscolo Autograph Collection, em Praga. Outro reforço para a decisão foi a localização, ao lado da estação central de Praga – e chegamos de Viena por ali. Ou seja, maravilha. Preço: 108 euros / dia. Como nem tudo é perfeito, o hotel tem uma escadaria gigante na entrada – é um prédio antigo, super tradicional, onde era um banco checo. Enfim. Vamos ao motivo do amor pelo Boscolo. Ganhamos um upgrade para uma suíte junior (reservamos um quarto clássico) e quase chorei de alegria. Elegante, gigante e confortável, o quarto era perfeito. Destaque, ainda, para a simpatia do staff do hotel. Solícitos e muito bem treinados. Pra quem precisa relaxar, a piscina é um sonho. Quero conhecer outras unidades com a bandeia Autograph Collection.

Sobre os preços

Viajamos em novembro, o que já não é mais alta temporada. É começo de baixa temporada. Além disso, em quase todas as escolhas aproveitei o desconto de 10% do Genius no Booking (juro que isso não é publieditorial). Também fiz o seguinte. Escolhi os hotéis com muita antecedência e realizei a reserva com cancelamento gratuito. Mais próximo da viagem fui trocando para reserva sem cancelamento, em alguns casos troquei o hotel, o que diminui muito os preços. À princípio, por exemplo, eu ficaria no Buddha-Bar Budapest e no One Wien Staatsoper. Mas, achei preços melhores nos hotéis acima citados. Sempre penso em garantir uma reserva e depois avalio as melhores possibilidades para agarrar os melhores preços e descontos. #JeitinhoBrasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *