Enquanto isso nas lojas de rua…

Publicado em Categorias Comprinhas

Com a explosão dos shoppings, que se multiplicam em todas as cidades, lojas de rua passam a ficar cada vez mais esquecidas, ao menos para quem ainda não se entregou a esse tipo divertido e prático de compra. O estacionamento fácil, o grande volume de possibilidades e os lanchinhos antes ou depois das compras são pontos que valorizam os centros comerciais, porém o grande volume de consumidores e a correria ali estabelecida alimenta a impessoalidade. Ao contrário disso nas ruas, na loja perto da sua casa, um atendimento mais casual e pessoal possui suas muitas vantagens. Dai mais um motivo para um pouco mais de atenção na próxima caminhada despretensiosa até a padaria ou a farmácia. Já parou para admirar as vitrines?!

Essas lojas de rua são, geralmente, multimarcas e apresentam uma ampla variedade de peças. Assim é mais simples encontrar algo que lhe agrade, ou mesmo montar combinações que não fiquem a cara de lookbook perfeitinho. Nos produtos é possível sentir uma relevante diferença de preço, se comparados aos preços dos shoppings; o alto custo de se manter um loja em um grande centro faz com que o markup seja um pouco maior do que o comumente praticado em lojas de rua. Além disso não dá pra negar que após conquistar a confiança das vendedoras (que lhe conhecem um pouco melhor, sabem onde você mora) fica fácil levar para casa uma sacola recheada de peças para provar ou mesmo deixar para quitar a compra um pouco mais tarde. Tudo é mais simples, conversado.

Porém, existem sim algumas desvantagens. O estoque ou grade costuma ser enxuto, existem sempre peças de outras temporadas misturadas as novidades, os horários de funcionamento são mais curtos e há aquela leve obrigação de comprar algo. Sabe aquela coisa chata de sair de mãos abanando? Pode ser um incômodo para quem se sente mal com isso. Assunto que vale muito um post.

Enfim, o vício nos shoppings e ambientes fechados pode estar deixando passar boas oportunidades não apenas de compra mais de interação com a vizinhança ou com pessoas divertidas que do nada acabam lhe garantindo boas risadas. Vamos valorizar a convivência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *