De olho no produto nacional

Publicado em Categorias Comprinhas

Itbag_3

Pra quem quer uma bolsa poderosa e marcante vale abrir a mente e ir além das marcas gringas, já que o produto nacional vêm se mostrando cada vez mais interessante. Nomes como Elisa Atheniense, Luiza Barcelos, Arezzo, Schutz, Adô, pra ser bem bairrista disponibilizam modelos maravilhosos por preços relativamente bem melhores que os de marcas como Chanel, Prada, Gucci, LV e afins. Acredito ainda que a individualidade de um produto tupiniquim ainda usa falar isso?! faz toda a diferença.

Itbag_2

As cores e texturas da Adô geram alto desejo de compra.


Ja falamos algumas vezes sobre a confiança e o poder que uma it bag transmite, mas tudo isso também pode ser encontrado num modelo de bolsa que seja a sua cara. Cores, franjas, texturas diferenciadas, aplicações, linhas limpas… o que você busca e o que combina com seu guarda-roupa?! Se pergunte isso e veja que uma bolsa bacana é aquela que traduz seu estilo e não uma que atrai apenas por ser símbolo de  status e ostentação.

Itbag_1

Preços salgados, mas qualidade incrível nas cores e linhas de Elisa Atheniense.


E o que dizer da variedade incrível de modelos que encontramos por ai?! Com certeza muitas, ou mesmo a maioria, são cópias de conceitos internacionais… mas existem marcas ou designers dispostos a levar algo de novo a seu consumidor. Se todo mundo tiver uma speedy, qual será a graça de ter uma?! Não queremos individualidade?! Se você amou mesmo as linhas limpas e elegantes da peça, tudo bem… mas entre gostar só por gostar vale dar uma chance a algo que seja mais a sua cara.

Itbag_4

Outra vantagem de se levar pra casa uma bela bolsa made in Brasil é saber que gastando menos você poderá guardar um bom trocado para outras compras, ou mesmo para colecionar um volume maior de modelos – sem exagero, é claro. E fomentar a indústria nacional é sempre uma boa desculpa para exercer sua cidadania! Temos que começar a valorizar mais o que é daqui, até mesmo na esperança de que as coisas fiquem mais bacanas.

Itbag_5Inspirações gringas nos bons preços da Arezzo.

O que eu quero dizer é que o produto nacional possui, algumas vezes, qualidade igual ou muito próxima a dos produtos importados… e a tendência é de que os materiais aqui utilizados sejam até melhores pois se adaptam de forma adequada as nossas temperaturas que são bem mais altas que as encontradas lá fora, fazendo com que a peça dure mais tempo. Nada contra uma bolsa importada, mas tenhamos bons olhos para ver tudo que de bacana há por aqui.

6 pensamentos em “De olho no produto nacional”

  1. adorei a frase “fomentar a industria nacional”
    Mas é verdade, fora que é muito melhor ter uma bela bolsa brasileira do que uma replica cara importada.

  2. Preciso confessar que ainda não completei a lição de casa. A parte mais difícil pra mim sempre foi escolher a bolsa de todo dia. É que não abro mão da praticidade de ter uma boa bolsa que combine com (quase) tudo e, ao mesmo tempo, preciso achar um modelo que combine comigo. O tempo vai passando e… continuo com aquela de sempre. Preciso me puxar pro verão que vem aí. Mas concordo com a Marina: jamais usaria uma réplica!

  3. Esse post me deixou pensativa. Eu sempre amei bolsa, mas há um tempo, me desfiz de algumas que já nao atendia minhas necessidades (tamanho, roupas para coordenar, estilo, etc). E ai, me vi com um dilema, e agora, nao tenho nenhuma bolsa?! (um pouco de drama é claro! rsrs). Entao comecei uma busca por bolsas para renovar o visual, mas que dificuldade de encontrar, nao queria nada parecido com o que tinha dado e ao mesmo tempo tinha que atender as minhas novas necessidades. Foi dificil de encontrar algo que eu gostasse, que tivesse um bom acabamento e preço acessivel. Na verdade, continuo na busca (ate comprei 2, mas ainda quero uma bolsa de cor mais forte, para dar um “tchan” no visual de algumas roupas!).
    Nesse meio tempo, ate pensei em comprar um it bag (influenciada pelos blogs e midia, confesso!), mas resolvi segurar a carteira, pensar melhor, pois quero comprar algo que realmente combine comigo, e no caso de algo mais caro, algo que eu goste realmente da marca, da sua importancia e historia. Afinal, uma bolsa tao cara não é somente “uma bolsa tao cara”, mas tem tb toda uma construçao de imagem por tras, que tem que ter haver comigo, nao é?

    Bjs

  4. Paula, penso assim mesmo… uma bolsa cara é apenas uma bolsa cara… da mesma forma que uma bolsa sem marca é uma bolsa igual uma it bag. A história é bem essa…. de uma construção ou uma peça que seja a sua cara, que combine com o que você gosta e busca! Bolsas são coisas difíceis… ou temos muitas ou temos grande dificuldade com elas… é difícil abraçar o equilíbrio… E Vivi, isso vale pra você… acho que no seu caso a dificuldade está em encontrar uma peça que seja quase que perfeita, ideal para tudo e todos os momentos… a busca é longa… rs talvez o melhor seja relaxar um pouco. Qualquer coisa me escreva que conversar sobre esse assunto… =)

  5. Oi Amanda,
    Eu penso como vc: acho que temos excelentes bolsas em território nacional. Elisa Atheniense e Luiza Barcellos são, para mim, exemplos perfeitos dessa combinação de qualidade e design. Os preços da Luiza são mais próximos da realidade. Já na Elisa, aguardo a liquidação. Duas grifes nacionais de roupas que tem bolsas igualmente incríveis são, na minha opinião, Fórum e Animale.
    Mas confesso tb que não resisti e, na minha última viagem, comprei uma Marc by Marc Jacobs preta. Mas, na conversão, saiu ao preço de uma Elisa fora de liquidação. Puxado, mas super valeu. Questão de oportunidade!
    Bjks,
    Pat K

    1. Sem dúvida Pat é tudo uma questão de oportunidade… e questão de fazer valer a compra não apenas pela marca mas por querer mesmo o modelo em si. Mas devo confessar que minhas bolsas da Elisa Atheniense foram todas compradas na liquidação – e me orgulho de contar isso porque acho que fiz ótimas aquisições! rs

      Amo as bolsas da Fórum e acho que elas não deixam nada a desejar com relação a certos modelos importados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *