O truque pra você se aprontar em poucos minutos

Ninguém gosta de perder tempo, principalmente pela manhã. Afinal, quanto mais minutos preciosos gastamos em frente ao guarda-roupa, escolhendo o que vestir, menos tempo temos para tomar um bom café da manhã ou curtir a família. A confusão em frente ao espelho pode ser, ainda, motivo para chegar atrasado aos primeiros compromissos do dia, ou pegar mais trânsito do que o planejado…

Como evitar que isso aconteça?

Uma receita simples, básica e prática – já muito comentada aqui na consultoria de estilo – é você se organizar e deixar o seu look pronto, ainda no dia anterior.

Parece complicado, impossível ou difícil demais?

Não é. Organizar o look pode mudar não só a sua rotina pela manhã, mas também te ajudar a criar melhores possibilidades ao vestir. Afinal, quando nos organizamos ao montar o look, tomamos decisões mais espertas.

Como funciona

Avalie como será o seu próximo dia. Quais serão as tarefas ou compromissos a serem enfrentados. Dê uma olhadinha na previsão do tempo e… pronto! Você já tem material suficiente para decidir o que usar.

Separe a roupa, os acessórios e deixe em local de fácil acesso – vale até selecionar a lingerie, aquela que mais combina com as peças de cima. Pronto! Feito. Com o tempo vira rotina.

como se vestir rápido pela manhã

Precisa de ajuda para montar looks espertos e inteligentes? Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

3 grandes erros ao vestir que estão destruindo a sua imagem

Existem algumas coisas que não devem nunca fazer parte da sua rotina do vestir. São escolhas que podem destruir o seu visual! Ou mesmo que enviam mensagens pouco positivas. Os chamados erros ao vestir.

Acha um exagero? Pois então veja só.

3 grandes erros ao vestir

  • Comprar roupas incríveis, lindas e maravilhosas, mas que não te servem. Se você não encontra a peça no número do seu manequim, desista e parta para outra. Ela não foi feita para você – seja por estar grande demais, ou pequena demais. Não naquele momento.
  • Roupas velhas devem ser descartadas. Não importa o preço, a marca, a história e o apego. Uma peça com tecido desfazendo, costuras abrindo e outras falhas de uso deve ser substituída ou, simplesmente, abandonada.
  • Cópias (ou inspirações) só devem ser aplicadas se compatíveis ao seu estilo de vida ou personalidade. O mesmo vale para tendências. Elas precisam te valorizar. Valorizar a pessoa que você é e o corpo que você tem hoje.

Pode-se dizer que são três atitudes que prejudicam a sua imagem. Ou melhor, três grandes erros ao vestir.

Confira no YouTube!

Precisa de uma ajuda para melhorar o seu relacionamento com o seu guarda-roupa? Me escreva no amanda@amandamdeiros.com.

Todo excesso esconde uma falta

Correr para o shopping, passar pela loja predileta e, automaticamente, sair de lá com uma sacola em mãos. Sim, todo mundo já fez isso em algum momento.

Mas, afinal, porque compramos o que não precisamos?

Ter demais, ou ter em excesso, pode carregar vários sentidos e significados. Nos atendimentos da Consultoria de Estilo explico o hábito de várias maneiras. Exageramos quando não sabemos o que fica bem no nosso corpo. Também temos a tendência de comprar demais quando não conhecemos o nosso guarda-roupa.

Em todos os casos, ter um relacionamento ruim com o armário, e com a própria imagem, desencadeia efeitos nada bons. Mas, não é só isso. Também podemos exagerar quando tentamos compensar algo de um universo em outro.

Todo excesso esconde uma falta

Um guarda-roupa lotado, com muito mais peças do que você consegue (na ponta do lápis) utilizar nos próximos meses, pode esconder dores emocionais. Ou questões íntimas, que vão muito além da imagem.

E até mesmo as pessoas mais bem resolvidas podem projetar tristezas e decepções de uma lado em outras esferas da vida.

A solução para o consumismo ou o apego aos itens materiais pode estar onde menos se imagina. O primeiro passo, porém, é simples: uma autoanálise e um bom desapego. E que esse não seja seguido por novas e sucessivas aquisições.

Vamos conversar sobre o assunto?

Que tal repensar o seu relacionamento com o guarda-roupa? Descomplique o ato diário do vestir. Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

Como usar jeans com jeans

Tecido essencialmente casual, o jeans é o tipo de material que nunca sai de moda. O máximo que vemos acontecer com ele é o surgimento de novas tendências nas formas de uso e aplicação.

Não é de se espantar que o look 100% jeans seja uma referência. Ou melhor, um tipo de combinação que é uma opção constante para quem curte uma estética um pouco mais informal.

Para quem tem medo de usar o look só com peças jeans, um aviso: não tem muito como dar errado. A questão essencial é ficar de olho no peso visual das peças, para que a composição não fique muito grosseira.

Existem peças jeans nos mais variados estilos. E, claro, com resultados que variam muito de acordo com o peso do tecido, sua cor, sua modelagem…

Quer experimentar? Segue abaixo três dicas que podem te ajudar muito a brincar com o mix de peças jeans.

– misture peças com tons de jeans diferentes: claro com escuro ou uma lisa e outra com lavagens;

– junte uma peça jeans mais pesada com outra mais leve: brinque com a questão do peso visual;

– combine uma peça jeans com um acessórios jeans, afinal o mix não precisa estar apenas nas roupas.

Que tal, já gosta ou vai tentar utilizar?

Lembre-se, sempre, que são essas ideias que fazem o nosso guarda-roupa render muito! E é com truques assim que conseguimos criar muitos looks com poucas roupas.

Tem mais no YouTube. Assista!

Para conhecer formas e maneiras de otimizar o seu guarda-roupa, conheça a Consultoria de Estilo. Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.

5 truques para dar cara nova para as roupas velhas

Com simples truques é possível variar bastante o guarda-roupa e dar cara nova para roupas velhas. Tais macetes também são importantes na hora de montar looks criativos. Afinal, roupa nova toda semana não soluciona possíveis problemas com o visual.

Por um guarda-roupa sempre novo

As roupas mudam de acordo com o jeito que usamos. Por isso, diversifique no uso das proporções. Misture o largo com o justo. O soltinho com o colado. E brinque com essas variações. As peças combinadas não precisam ter sempre, por regra, uma aparência toda igual. E quando você inverte a lógica com a qual já está acostumada a lidar você muda toda a pegada do seu visual.

Perca o medo e capriche nos truques de styling. Dê o seu estilo e a sua pegada ao visual com mangas de camisas dobradas e barras da calça enroladas. Prenda a pontinha de uma peça em outra. Ou faça de um vestido uma blusa. Experimente as possibilidades e veja o que combina com você!

A montagem de um look só acaba quando termina, então foque no acabamento. Acostume-se a caprichar na finalização do look! Ok, isso é muito simples. Mas, pouca gente faz. Repare por aí. Estou falando dos acessórios e até mesmo da parte de maquiagem e beleza, como um todo.É praticamente parte da questão do styling. Mas, com um algo a mais.

Para deixar tudo com cara nova, não se preocupe tanto com usar um look que seja todo casual, ou despojado, ou romântico, ou isso ou aquilo. Misture estilos. Afinal, parte de ter estilo é brincar com as combinações. E juntar peças de diferentes universos. Então, não tenha medo de usar tudo do seu guarda-roupa misturado com praticamente tudo! Divirta-se, sem muitos julgamentos.

Você pode ter cansado das suas peças, mesmo que elas sejam novas, por não saber formas de brincar com as variações possíveis. Então, pense em dimensões e camadas. Estou falando de sobreposições e mix de texturas. Quando você sobrepõe peças você muda toda a história delas. Elas passam a contar outra narrativa. E quando você mistura texturas, brinca com o acabamento, você dá outra interpretação.

Coloque em prática e insista até que pareça natural. Até que você se sinta confortável e confiante com a sua imagem.

Veja mais no YouTube!

Precisa de uma ajuda para transformar as peças velhas do seu guarda-roupa em peças novas? Me escreva no amanda@amandamedeiros.com.