Blog

Lingerie pra Seduzir

Sempre que eu vejo aquelas cenas de filme onde as mulheres se despem e surgem com lingeries maravilhosas eu fico me perguntando se isso seria viável na vida real não pensem bobagem. A verdade é que um conjunto de corselete com direito a cinta liga e afins marca muito por baixo da roupa, além de ser impossível de se usar com qualquer tipo de composição; outras peças, rendadas demais ou mesmo com babadinhos e afins, também fazem aquele efeito estranho de volume dependendo da textura e do corte da peça. Mas há como fazer o efeito funcionar.

Coleção da Fruit de la Passion.
Vende online e agrada os mais variados gostos.

A melhor forma de se usar uma lingerie trabalhada é combinando com roupas mais grossas ou estruturadas, que não marquem cada detalhe da calcinha, do babydoll, (…) – seja uma calça jeans, um vestido ou mesmo uma roupa de trabalho. Não dá pra pensar em usar, por exemplo, um vestido de seda com algo trabalhado por baixo… mas uma camisa com blazer, por exemplo, permite muito bem um sutiã estampadinho, com laço, amarrações ou mesmo renda por baixo. Vale experimentar. Se olhar no espelho, ver se alguma coisa está marcando, tentar outras peças e investir na criatividade.

Só pra Constar…

Depois dessa ninguém mais aguenta ver o meu rosto. Cortei, pintei, ainda não ficou do jeito que eu quero mas já estou mega feliz! Cabelo com leve volume, despenteado, do jeito que eu pedi. Funciona sempre mostrar a foto e explicar detalhe por detalhe… basta que o profissional tenha respeito pela sua opinião (e um mínimo domínio da tesoura, né gente).

Questões técnicas. O volume se deu graças ao corte desfiado nas pontas e também a aplicação de mousse desconhecida que, na verdade, não curti muito; vou experimentar uma da Kerastase na sexta, dizem que é mais leve, porque não compro mais nada sem antes testar (desses produtos que custam pequenas fortunas).

Quando eu disse que ainda não está do jeito que eu quero é porque sempre que pinto fico com a sensação de que os fios estão grudentos e pesados, o que é fato. Depois de umas duas semanas de muita lavagem melhora e pronto. É isso. Quem não tiver gostado fala com carinho… porque sou sensível piada interna mas enfim, #éomeujeitinho.

Cansada de sua lingerie cor da pele?!

A lingerie ‘nuage’ da Liz…
A cor é linda, fato.


Foi com um email promocional da Liz, e com outras evidências percebidas durante o trabalho, que me toquei de que muitas mulheres fecham suas possibilidades na lingerie bege apenas para encontrar uma cor de calcinha ou sutiã neutra – que não apareça debaixo da roupa. Tudo bem que existem inúmeras variações de bege, do mais clarinho ao super escuro, mas são todos bem sem graça e nada sedutores.

Acho muito que a escolha da lingerie é algo que embeleza muito nosso espírito, sabe?! É como ter aquela certeza, ou sensação, de que você está bela por completo e isso gera uma confiança incrível, num segredo que você não revela pra ninguém – ou quase ninguém.

A cor divulgada pela Liz é a ‘nuage’, mas a verdade é que qualquer tom neutro ou nude possui resultado semelhante; o importante é a peça sumir na sua pele, sendo que pra isso há uma gama de variações.

Vale pensar nas próprias cores que serão tendências agora pro verão. Desde o cinza puro, ao rosinha, creme, azul acinzentado… são muitas as opções. Se a peça for da cor de sua pele, ou mesmo um tom aproximado que possua o mesmo fundo, é garantia que ela não vai aparecer por baixo da roupa. E sabe a história de que o branco é melhor para ser usado por baixo de roupa igualmente branca?! Não procede! Porque nós, brasileiras, temos a pele mais puxada pro bege rosado ou amarelado… e o branco parece saltar por baixo da roupa, quase que como um raio de luz!

Não estranhe as opções que indiquei logo acima… azuladas, esverdeadas ou acinzentadas. Para as mulheres de pele morena, negra, vale tentar esse último verde; para as mulheres de pele bege, experimente os tons de salmão clarinho; os cinzas ficam para as mais clarinhas, de pele fria, assim como o azul que funciona com mulheres super brancas. No mais, é experimentar num provador bem iluminado – sendo que a luz mais cruel é a do sol, fato!

Mil Formas de ser Sexy

Um pouco da Forum Tufi Duek, para o verão.

Atitude é o que conta.

Há sempre um momento para ser e se sentir sexy. Seja numa data especial, num encontro esperado, um reencontro perfeito ou mesmo um mero dia de maior inspiração.. podemos e queremos aplicar um pouco mais de sensualidade ao nosso visual, contando que isso não afete as tarefas do nosso dia – seja no trabalho ou na rotina.

Existem oportunidades adequadas e especiais para seduzir, ou brincar de conquistar; da mesma forma acontecem aqueles instantes onde a vontade única é de brincar com o corpo e com as roupas, transmitindo aquele super visual sedutor – não pra alguém específico, mas pra si mesmo. Sabe como?! Coisa de mulher.

Por aqui uma das marcas mais marcantes que existe é a Forum, sem dúvida; por mais que a última coleção apresentada na SPFW tenha sido bem medonha a gente sabe que ao chegar na loja as coisas estarão mais normais, menos exageradas e ainda assim fatais (na medida).

Lookbook da Forum para o verão.
Sensualidade feminina quase que delicada.

A mulher Forum é determinada, envolvente, feminina, segura de si e ainda assim elegante. Incorporar tal personagem pode ser bem bacana pra certos momentos da vida. A fórmula para acertar nesse grau de sex appeal, que vai mais da atitude do que da beleza, é saber os limites entre a sensualidade e a vulgaridade. Não é preciso revelar explicitamente todas as curvas do corpo, ou deixar a mostra mais do que porções de pele; um decote jogado, displicente, encanta muito mais do que uma linha ampla reveladora que não deixa nada para a imaginação.



Vale a velha fórmula do esconde aqui e mostra ali. Básico assim. Uma peça justa, outra larga; um comprimento mini em contraste a algo mais fechado; cabelos presos e costas a mostra. Tudo num corpo feminino pode seduzir… já pensou nisso?! E o interessante é saber brincar com tal variedade de possibilidades, saindo daquela coisa maçante e óbvia que eu nem preciso descrever.

Deixar a mostra o que há de melhor não apenas no corpo mas também na atitude é receita certeira para ser sexy.

Super Denim Guide.

Falando ainda em Forum vale a pena conferir a parte de jeans da marca, que possui ótimas lavagens e veste super bem vários tipos de silhueta; no site há um guia explicativo com os vários tipos de modelagens, aquelas que você vai encontrar lá na loja. Pode pensar em pesquisar e já chegar pedindo ao vendedor um modelo específico, o que facilita sua vida e aumenta a chance de acerto. Esse denim guide até outro dia vinha anexado na peça, mas não sei se continua assim pra essa nova coleção.

Planejando um Corte de Cabelo

Todo e qualquer novo corte de cabelo merece atenção. Até mesmo um aparo nas pontas já deixa nervosa a mais cuidadosa das mulheres, mas quando se trata de uma alteração no visual o nervosismo fica ainda mais evidente. Será que vai ficar bom?! Vou gostar?! Vai funcionar?! Melhor pensar direitinho em tudo antes de qualquer arrependimento.

Não basta apenas buscar um bom profissional – sincero e preparado. É preciso planejamento. Mudanças radicais ou mesmo alterações leves devem e podem ser estudadas, sendo que as melhores ideias tendem a surgir do nada – quase que como um sinal divino.

Um corte real, dentro das minhas possibilidades.
Uma luz pra minha leve transformação.

Pra um novo corte de cabelo, ou coloração, alguns pontos devem ser pensados e colocados em teste. Formato do rosto, textura dos fios, disponibilidade para retoques, cartela de cores pessoal, tempo a ser dispensado diariamente… enfim, pensar se você quer algo mais prático ou se pode se dar ao luxo de passar certo tempo cuidando das madeixas. Foco na realidade.

Algumas boas perguntas a se fazer, as vezes bobas, estão abaixo; são coisas que tendemos a ignorar no momento empolgante do tilintar das tesouras, ou mesmo pela expectativa de sentir a tinta alterando a cor do cabelo.
  • Meus cabelos são lisos, anelados, crespos, ondulados…?!
  • Quando tempo e dinheiro posso gastar com salão?!
  • A quanto tempo eu desejo esse transformação?!
  • Com qual frequência terei que retornar ao salão?!
  • Terei que fazer escova?! Usar produtos específicos?!
  • Combina com meu rosto?!
Tudo isso vale, e deve, ser discutido com seu cabelereiro, que provavelmente será sincero com você sobre as limitações e implicações daquilo que você está afim de fazer.


É importante registrar vários ângulos do corte que você deseja.
Namorar mesmo a ideia.

Toda essa história é porque estou planejando mudar um pouquinho o meu corte de cabelo. Na verdade quem usa cabelo curto vive o eterno drama de ver os fios crescendo rapidamente e quando você assusta seus cabelos já tocam os ombros. Por adorar o comprimento curto, que é prático e faz com que meus fios fiquem mais lisos, eu não pretendo abrir mão de tal comprimento tão cedo. E, depois de não ficar inteiramente feliz com minha
última escolha, resolvi deixar bem claro pra mim e pra especialista o que eu quero.
Uma chuva de imagens é imprescindível! Até mesmo pra você se conscientizar e ter certeza do seu amor pela imagem que quer que seja aplicada a seu rosto.

O corte da Vic Ceridono funciona tanto no liso quanto no natural.
É prático. Quem não quer isso pra vida?!

Meus sinais vieram sexta-feira, enquanto eu assistia atrasadíssima ‘Ele não está tão afim de você’. Vi o corte da atriz Ginniger Goodwin, a Gigi, e quis pra mim. O motivo é o pequeno volume e o formato desigual, com ondas, que é perfeito pra mim que tenho cabelo um tanto quanto ondulado, mas que tende a ficar escorrido e virando pra fora com o corte atual. Lembrei ainda do corte da Victoria Ceridono, Dia de Beauté, e cheguei a conclusão de que era hora. O que fazer?! Catalogar as referências. Munida de mil fotos, imagens e explicações conversarei no salão sobre o que eu quero. A cor continuará a mesma, castanho escuro quase preto. Acho que vai funcionar, mas estou disposta a ouvir um ‘não vai dar certo’, porque isso sempre pode acontecer. É questão de confiança. Depois eu conto aqui o resultado, pra ver mais uma vez a teoria funcionando na prática.