5 razões para você não comprar aquilo que jura precisar

Compras são tentadoras. O processo de levar para casa algo novo desperta sensações incríveis e libertadoras. Mas, nem sempre a aquisição em questão é realmente necessária ou que de fato cabe no orçamento. Talvez seja hora de não comprar…

A decisão da aquisição deve ser muito bem avaliada. Aliás, existem muitas razões para você deixar para trás aquilo que jura precisar.

buy-1

Não há mal algum em repetir roupas

Aquela sensação de que você será julgada por usar em uma festa ou evento a mesma peça que usou há algum tempo é pura bobagem. Lembre-se de que boas aquisições foram feitas para serem utilizadas várias vezes. E, além do mais, bons acessórios (aqueles que você já tem, claro) podem dar outro sentido a produção. Desencane e deixe de se importar com bobagens! Quer saber? Gaste seu tempo, e seu dinheiro, com coisas mais sérias – ou legais.

A fatura do cartão de crédito vai chegar

Antes do que você imagina, no momento mais inapropriado, chega a fatura do cartão de crédito. E não é nada legal ver que os gastos foram descontrolados. Essa sensação de arrependimento com a compra praticamente estraga a mágica de uma boa aquisição. Então, faça compras respeitando o seu orçamento.

Economizar também é legal

Lembre-se de planos maiores… e de que o “não” de hoje é a alegria de amanhã. Controlar o consumismo tende a ser a receita mágica para evitar as tais compras pequenas e gastos picados – que são os grandes vilões para quem quer guardar uma grana e investir em algo um pouco (ou muito) mais caro. Com isso, tenha metas. E veja, com gosto, a conta engordar.

A tendência de hoje é o cafona de amanhã

As modinhas são um bom exemplo de peças que rapidamente deixam de ser bacanas. Assim como toda e qualquer tendência. Com isso, não se sinta mal por não acompanhar as listas de “tem que ter” para cada estação. Para uma pessoa real é impossível ter todos os modismos de cada temporada. Deixe de lado a loucura do “todo mundo usa” e viva feliz com as suas peças prediletas! E com os seus clássicos incríveis.

Não dá pra ter tudo

Como Zygmunt Bauman bem diz: “o mundo está cheio de possibilidades, é como uma mesa de bufê com tantos pratos deliciosos que nem o mais dedicado comensal poderia provar de todos”.

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *